Sábado, 05.09.09

limao

História do Limão

Conhecido cientificamente como CITRUS LIMONUS, o LIMÃO, é uma das plantas mais importantes da família das RUTÁCEAS. Possuidora de um belo porte, sendo muito semelhante a da laranja. É originário da Índia, sendo amplamente cultivado. Os ramos e as folhas jovens são freqüentemente de cor avermelhado-violáceo, as folhas adultas, longipecioladas, são de um bonito verde brilhante e possuem nervuras evidentes. As folhas assemelham-se muito àquelas da laranja, brancas interiormente e rosadas ou avermelhadas no exterior. Os frutos são ovalados com duas saliências nas extremidades, com casca amarela e esponjosa, rica em óleo essencial e projeções sumosas e ácidas contendo grandes quantidades de vitamina “C”.

 

São cultivadas várias espécies do limão, algumas amadurecem no outono e no inverno, outras durante a primavera e o verão. A importância do limão em nossa dieta é evidente. Utilizando na industrialização de licores, perfumes e produtos de confeitaria é também indispensável na nossa cozinha do dia-a-dia.

 

Como agente medicinal e terapêutico é insubstituível: mil vezes ao dia se recorre ao limão para males grandes e pequenos. Utilizando para a preparação de vários medicamentos, o suco de limão é um dos elementos mais importantes da prática caseira.

 

Os indianos e chineses cultivam o limão há milênios. Os povos árabes difundiram o seu valor medicinal no Egito e na Palestina. Alexandre “O Grande” o levou junto com suas conquistas por toda a Europa. Sendo assim o limão passou a ser considerado como um fruto milagroso, usado por médicos gregos, latinos e árabes no mundo antigo.

 

Os gregos e os romanos acreditaram na “panacéia universal”, planta imaginária a que se atribuía o poder de curar toda e qualquer doença. E por incrível que possa parecer a planta que mais se aproxima desta imaginação seria o limão, já que o mesmo como é descrito por vários e renomados doutores, tem o poder de curar mais de duzentas enfermidades.

 

O seu campo de ação curativa é enormemente vasto, alcançando todo o corpo humano. Considerando seu importante trabalho, ele desempenha um grande papel como “destruidor de ácidos” no estômago, contra acidificação e outras enfermidades, mais ainda faltam muitos estudos que esclareçam mais esgotem o seu extraordinário poder de regeneração da vitalidade humana.

 

O limão é o maior inimigo de todas as substâncias prejudiciais ao organismo, não importando em que lugar, órgão e tecidos se tenham formado e acumuladas. Onde falham todos os demais meios em virtude da resistência das substâncias nocivas, é muitas vezes a “panacéia” o único remédio que pode operar curas realmente milagrosas. A maioria das enfermidades é causada pela acidificação do sangue, do corpo e de seus órgãos, especialmente os excretores que são os rins, o intestino e a pele, pela retenção de toxinas e tumores nocivos à sua vitalidade, e é com o emprego da panacéia vegetal, que é o limão, que podem ser debeladas de vez.

 

Existe uma grande variedade de limões:

 

O limão siciliano, o limão de casca lisa, o limão galego, o limão cravo, o limão rosa, o limão bravo, o limão branco, e etc.

 

Todos são bons para curar as enfermidades que conhecemos, embora o limão galego ou o de casca lisa, seja o mais indicado tradicionalmente.

 

publicado por investweb às 23:37 | link do post | comentar | favorito
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
arquivos
2009
últ. co@
muito interessante! Eu uso o limão para dor de gar...
Posts mais comentados